REVISTA PANIFICAÇÃO BRASILEIRA – FIPAN – PÃO BRASIL

O PIB cada vez se mostra mais distante do que o governo previa, mantendo baixo o crescimento do país.
Havia a expectati va do governo de que teríamos alguma recuperação e que ela já estaria dando os primeiros passos. No entanto, a parti r de Junho conta, se deixando de lado essa preocupação. A Copa terminou e temos que encarar a realidade, onde a previsões do PIB ainda menor.
Questões externas e internas têm trazido essa desconfi ança na economia. Mas, o que de fato conta para a população é que esta já sente, fortemente,
os efeitos da infl ação.
Diante desse momento, o setor de panificação sente esse efeitos, e busca respostas e
oportunidades nas feiras Fispal – Food Service e Fipan – Feira Internacional de Panifi cação.
De forma positi va os panifi cadores puderam ver nessas duas feiras as novidades e as possibilidade de crescer sua produti vidade assim como reduzir
custos.
É crescente e perceptivel entre os panificadores a conciência e busca de encremantar a área de treinamento e ampliação de novos conhecimentos.
Nessa edição, falamos dessas duas feiras e trazemos um “Caderno Cursos, Seminários e Feiras”.
A busca de aperfeiçoamento das empresas deve ser o alvo, seja qual for o cenário que teremos pela frente.

Boa leitura.

Augusto Cezar de AlmeidaREVISTA PANIFICAÇÃO BRASILEIRA ED 59 FIPAN

PRÊMIO MELHORES PADARIAS REGIÃO SUL – REVISTA PANIFICAÇÃO BRASILEIRA

Febrachoco – Congresso Chocolatino A FEBRACHOCO é uma feira de negócios aberta para profissionais, empresários e participantes do congresso Chocolatino. A feira é uma grande mostra comercial da cadeia produtiva do setor de chocolates, extensiva aos segmentos agregados de matérias primas, equipamentos, ingredientes, embalagens, logística, distribuição, canais de comercialização e serviços profissionais. O Congresso/Chocolatino reunui participantes do Brasil e da América Latina para debater e avaliar trabalhos e tendências do mercado de chocolate e suas diversas aplicações na indústria de alimentação e outros segmentos, com foco nos chocolates premium, com a participação dos principais polos de produção de chocolates artesanais da América Latina. Estarão presentes profissionais, empresários e estudantes interessados no mercado de chocolate e sua cadeia de negócios, bem como entidades, escolas de gastronomia, nutrição, universidades e centros de pesquisas

PRÊMIOS MAX FOODS MULTINEGÓCIOS    

Melhores Padarias Sul

Melhores Confeitarias Sul

Melhores Sorveterias Sul

A entrega dos prêmios ocorrerá no auditório do Hotel Serra Park, no dia 11 de setembro a partir das 17:00 com encerramento previsto para  às 19:30.

PADARIAS DO SULMelhores Padarias A premiação é definida pela indicação dos fornecedores do setor de panificação e pelo conselho editorial da Revista Panificação Brasileira. Os integrantes deste grupo são eleitos como:  Melhores Padarias da região Sul, Melhor Padaria Tradicional e Prêmio Tradição. Também serão homenageados os melhores profissionais: Mestre Padeiro, Padeiro do Ano, Padeiro Revelação e Destaques.

REVISTA PANIFICAÇÃO BRASILEIRA PRESENTA NA FI FOOD INGREDIENTS SOUTH AMERICA

logo fi food ingredienteslogo fi food ingredientesA Food Ingredients South America acontece desde 1995 no Brasil e tem sido parte essencial do desenvolvimento do mercado Sul Americano, impulsionando as iniciativas de inovação em alimentos, trazendo o que existe de mais recente em tecnologia e tendências da área.

Como plataforma global de negócios, reúne expositores e visitantes do mundo todo, conectando compradores e vendedores do segmento alimentício, de áreas como pesquisa e desenvolvimento, marketing, fornecedores de ingredientes entre outros.

O público da Food Ingredients South America é composto por fabricantes de alimentos e bebidas, suplementos, nutracêuticos, empresas envolvidas com embalagem, segurança alimentar, controle de qualidade, serviços além de consultores, governo, associações, professores universitários, imprensa e mídias especializadas.

Para o Engenheiro Augusto Cezar, diretor da Revista Panificação Brasileira e da Revista Cerealtec essa feira é o local ideal para o lançamento de dois novos produtos da Max Foods Multi Negócios, o Treinamento em Vendas para Indústrias e os serviços de consultoria para reavaliação, montagem e estruturação de equipe de vendas para indústrias.logo fi food ingredientes

REVISTA PANIFICAÇÃO BRASILEIRA PRESENTA NA FI FOOD INGREDIENTS SOUTH AMERICA

logo fi food ingredientesCONSULTORIA VENDAS INDUSTRIASA Food Ingredients South America acontece desde 1995 no Brasil e tem sido parte essencial do desenvolvimento do mercado Sul Americano, impulsionando as iniciativas de inovação em alimentos, trazendo o que existe de mais recente em tecnologia e tendências da área.

Como plataforma global de negócios, reúne expositores e visitantes do mundo todo, conectando compradores e vendedores do segmento alimentício, de áreas como pesquisa e desenvolvimento, marketing, fornecedores de ingredientes entre outros.

O público da Food Ingredients South America é composto por fabricantes de alimentos e bebidas, suplementos, nutracêuticos, empresas envolvidas com embalagem, segurança alimentar, controle de qualidade, serviços além de consultores, governo, associações, professores universitários, imprensa e mídias especializadas.

Para o Engenheiro Augusto Cezar, diretor da Revista Panificação Brasileira e da Revista Cerealtec essa feira é o local ideal para o lançamento de dois novos produtos da Max Foods Multi Negócios, o Treinamento em Vendas para Indústrias e os serviços de consultoria para reavaliação, montagem e estruturação de equipe de vendas para indústrias.

Contato 11.9.9101-3902/2507.3916PRESENÇA NA FI 2014.reduzida

REVISTA PANIFICAÇÃO BRASILEIRA PRESENTA NA FI FOOD INGREDIENTS

A Revista Panificação Brasileira e a Cerealtec estarão presentes na FI Food Ingredients, stand D105.

Visite e conheça o lançamento do Treinamento em Vendas para Indústrias.

O curso é ministrado pelo Engenheiro Augusto Cezar de Almeida.FISA SITE.RED2jpg

Panificação e os cenários – 2014

projeto comandante melhorA Revista Panificação Brasileira, tem apontado as diversas lutas que o setor de panificação tem travado. Também tem estado junto a ABIP, ABIEPAN, sindicatos e associações , divulgando suas ações juntos aos órgãos públicos, empresários que fornecem ao setor, e juntos aos panificadores.

Nesse momento que o Brasil atravessa trazemos entre outros temas e reflexões, destacamos o artigo do Engenheiro Angelo Souza, que nos leva a refletir e pensar em questões comoprojeto comandante reduzida:

Momentos difíceis?

Margens reduzidas?

Concorrência acirrada?

Escassez de profissionais?

Nessa direção de “Investir para Lucrar” que vem as respostas em artigo escrito pelo Angelo Souza com exclusividade para a revista Panificação Brasileira.

Os panificadores não tem a alternativa de parar para ver o que vai acontecer, essa alternativa não existe para nenhum empresário. Isso feito é o desastre total, o que pode resultar na falência.

A panificação Brasileira já passou por inúmeras situações e sabe que é preciso continuar investindo, criando e produzindo produtos de qualidade.

A Revista Panificação Brasileira, continua a dar esse direcionamento em todas as matérias.

SEGURANÇA PÚBLICA – ASSUNTO QUE INTERESSA A TODOS OS BRASILEIROS

vioCom a proximidade das eleições, a segurança pública deveria estar na pauta de todos os candidatos a presidencia da Republica. Infelizmente, nenhum deles fez desse assunto uma bandeira de campanha.

A situação tem se agravado, levando os panificadores a investirem cada vez mais em itens de segurança, aumentando seus custos. Mais complicado ainda, é o fato dos clientes se afastarem das ruas com medo de assaltos, roubos e sequestros relampago.

O editor da Revista Panificação Brasileira, Augusto Cezar de Almeida, iniciou campanha neste veículo de comunicação, como cidadão e formador de opinião contra a falta de segurança e a violência que assola todas as cidades brasileiras.
A próxima edição trará o seguinte manifesto: “O consumo de pães e da existência têm como base a continuidade do ciclo pai – filho – pai – filho. Os pais compram pães para alimentar seus filhos – lhes ensinam sobre o papel do consumo desse alimento precioso – ir a padaria treina os futuros compradores. Esse ciclo é curto e rápido, pois, as crianças indo a padaria, os adolescentes indo a padaria, os jovens indo a padaria, os adultos e idosos indo a padaria, o ciclo se completa.
Queremos nossas crianças com liberdade de ir até uma padaria ao lado da sua casa.
Queremos a tranquilidade de, por exemplo, em um domingo irmos tranquilamente a uma padaria com a família para tomar um café da manhã.
Queremos nossos aposentados e pessoas da melhor idade caminhando nas ruas, indo até a padaria para conversar e para consumir.
Queremos o direito constitucional de ir e vir livremente e com a garantia de segurança, é para isso que pagamos os impostos.
Não queremos pagar o “custo incalculável” que está pesando sobre todos os brasileiros para se resguardarem dos riscos, bancando de forma “extra” segurança que é papel do governo assegurá-la.
Os panificadores fazem o seu papel investindo em câmaras de filmagem, seguranças particulares, estruturas com portas mais resistentes e muitas outras ferramentas. Estão sendo usadas para aumentar a segurança dos consumidores e a sua.
Augusto Cezar enfatiza: “Vamos continuar manifestando nossa inquietação com a questão da insegurança e violência que toma conta do nosso Brasil”.

Chega de violência e insegurança !

Temos a esperança de que todos os candidatos irão abraçar o tema SEGURANÇA. VIOLÊNCIA CONTRA AS PADARIAS

Participando do SEMINÁRIO PARA PEQUENOS NEGÓCIOS DO SEGMENTO DE ALIMENTOS/PANIFICAÇÃO

Augusto Cezar de Almeida, especialista em panificação e confeitaria, iniciou sua apresentação falando sobre o panorama mundial do trigo, onde apontou as condições dos principais players e as questões relativas a consumo e produção:

CHINA – GRANDE CONSUMIDOR E EXPORTADOR – Maior produtor de trigo do mundo com 17,5% da produção, seguindo de Índia, EUA, Rússia, Canada, Austrália, Paquistão, Turquia e Argentina.

MAIORES EXPORTADORES- EUA – AUSTRALIA – UCRANIA – RUSSIA E CANADA

EUA – GRANDE EXPORTADOR

ARGENTINA – GRANDE CONSUMIDOR E EXPORTADOR, PRINCIPALMENTE , PARA O BRASIL.

Rússia – GRANDE PRODUTOR E EXPORTADOR  X Ucrânia – GRANDE CONSUMIDOR E EXPORTADOR.

AMBOS EM SITUAÇAO DE GUERRA !!!

Falando sobre os desafios dos Moinhos de Trigo:

CUSTO LOGISTICOS – CUSTO DE FRETE NAO É LUCRO PRÁ NINGUEM ( EXCETO AS TRANSPORTADORAS, É CLARO).

Para o palestrante existem MITOS que precisam ser desmistificados, como:

GLUTEN FREE

LOW CARB

Entre os cereais mais consumidos do mundo – somente este ano serão 700 milhões de toneladas –, o trigo está presente em praticamente tudo. Desde massas, pães, biscoitos e bolos até farinhas, cereais matinais, cerveja e doces. Eliminá-lo da dieta parece impossível ou um feito restrito aos celíacos – pessoas intolerantes ao glúten, um dos componentes do cereal integral – que não têm outra opção.

O cardiologista norte-americano William Davis escreveu um livro que virou best seller: ‘Barriga de trigo’, que acaba de chegar ao Brasil. Nele, o autor propõe uma vida completamente livre do cereal integral, alimento ao qual atribui não apenas a formação dos pneuzinhos na região abdominal, mas também o estímulo a uma série de outras doenças, entre elas as cardíacas, diabetes, artrite, alguns tipos de urticárias e até câncer. Sem contar os efeitos na pele, como a acne.

Segundo o autor, boa parte dos malefícios causados pelo trigo tem como origem as alterações genéticas pelas quais o cereal passou nos últimos 50 anos. O autor explica que para aumentar a produtividade e a resistência da planta à seca e às pragas, a ciência tratou de realizar uma série de cruzamentos e modificações genéticas nas linhagens. O que pouco se questionou foram os efeitos dessas novas propriedades sobre a saúde humana.

O Low CARB vem de outra ação imputada pelo Dr. Atkins que lançou uma dieta milagrosa e causou muita desinformação no mercado.

Dr. Lustig – endocrinologista pediátrico, professor da prestigiada Universidade da Califórnia em San Francisco (UCSF), especializado no tratamento da obesidade infantil epalestrante vem fazendo sucesso. Lustig ficou muito conhecido por seu vídeo de 90 minutos, que se tornou viral no Youtube: “Sugar: The Bitter Truth” (A amarga verdade sobre o açúcar)

São desafios que todos que forma a cadeia do trigo têm e pode rebater com os inúmeros benefícios que o trigo e seus derivados trazem como também contestando vários dos seus argumentos que não tem base cientifica comprovada.

Para Augusto Cezar, os moinhos podem e devem atender o contexto atual e as novas perspectivas da Indústria de Alimentos:

•       Saudabilidade

•       Conveniência

•       Tradição

•       Prazer.

Sobre os impactos nas padarias, foram citados vários exemplos, como

Lançamento de novos produtos com apelo da saudabilidade:

*             Qualificação dos profissionais

*             Baixo preparo de vendas

*             Shelf life – curto dos produtos

*             Cadeia do frio – nas padarias

As próximas edições da Revista Panificação Brasileira trará mais informações sobre os IMPACTOS NAS PADARIAS.

PALESTRA FIPAN Imagem1

 

 

ABIEPAN – NOTA DE ESCLARECIMENTO

Prezados Srs.NR12

A ABIEPAN vem por meio desta procurar trazer a verdade sobre a série de notícias que circularam nos últimos dias, sobre a paralisação da fiscalização da NR 12, bem como até mesmo da suspensão da vigência da NR 12.

No dia 25/06 circulou matéria publicada no “Valor Econômico” (texto anexo), informando que o Ministro do Trabalho, Sr. Manoel Dias havia assinado decreto autorizando a paralisação da fiscalização sobre as medidas da NR 12, e mais, o Ministro da Fazenda, Sr. Guido Mantega, havia autorizado o cancelamento do pagamento das multas devidas à autuações efetivadas, sobre o desrespeito ao atendimento da NR 12 por fabricantes de máquinas ou empresas usuárias.

Na verdade houve uma confusão de interpretação, devido à entrada em vigor da IN 109/2014 (texto anexo), que em última análise concede poderes aos Auditores Fiscais do Trabalho em autorizar prazos para adequações maiores dos que os previstos em lei.

Prontamente foram publicadas duas Notas de Esclarecimento, uma pelo Ministério do Trabalho e Emprego e outra pelo SINAIT (Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais do Ministério do Trabalho e Emprego), notas cujos textos estão anexados à esta mensagem, esclarecendo sobre a continuidade da vigência da NR 12 e sobre a continuidade dos processos de fiscalisação.

No dia 26/06, a ABIEPAN esteve representada em reunião da bancada empresarial, liderada pela CNI, do grupo que participa das reuniões da CNTT (Comissão Nacional Tripartite Temática) que elabora um texto revisional da NR 12, quando o líder da bancada empresarial, Sr. Clóvis Veloso de Queiroz Neto solicitou aos presentes que multiplicassem aos seus pares a realidade da continuidade da vigência tanto da NR 12, bem como da fiscalização de sua aplicação.

A ABIEPAN entende que vem por meio desta Nota, esclarecer a todos sobre os fatos ocorridos no período.

DIA DO PANIFICADOR – M.DIAS BRANCO

A arte de fazer pão supera gerações

Ser Premium é uma qualidade única da M.Dias Branco, mas a nossa dedicação contínua não seria nada sem os responsáveis pela construção desse sabor.

Graças aos panificadores, todo dia cresce pão quentinho no forno e nosso respeito por você.

Parabéns aos panificadores que transformam, com muita dedicação e amor, nossos produtos em deliciosos pães.

Uma homenagem da M.Dias Branco aos nossos panificadores.

O8 de julho, dia do panificador. DIA DO PANIFICADOR.MDB.Imagem2